Capítulo 1 - Aaron Capítulo 3 - Aaron

Rose.gif


Aaron
Capítulo 2
Avatar-aaron-profil.jgp.jpg


Separateur.png

Lançamento do capítulo: 15/07/2020

Valor de PA gasto (média): 6640 Coin Aaron.png

Personagens que aparecem no capítulo: Aaron, Beliath, Raphael, Ivan.

Separateur.png

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O Aaron deixou o frescor da floresta para te dar as boas vindas na mansão.

Venha descobrir os três primeiros capítulos do vampiro!

OBSERVAÇÃO: Por favor, pedimos que não marquem uma opção como correta sem que ela seja confirmada. Obrigado![editar | editar código-fonte]

Guia de respostas[editar | editar código-fonte]

Aaron[editar | editar código-fonte]

"Se estou lhe incomodando, peço desculpas. Acho que nós deveríamos conversar. Eu dei tempo para você, depois da outra noite, mas eu preciso explicar algumas coisas."

A. Ah! Porque você ainda tem boas notícias do tipo "Você é prisioneira de um vampiro"?

B. E eu também tenho perguntas para fazer.

C. E eu, como disse, preciso que você me deixe tranquila.

--

"Eu sou... enfim, eu era um lobisomem."

A. Afinal, você é vampiro ou lobisomem?

B. Como assim? Eu achava que você fosse um vampiro!

C. Você mudou, é isso? Antes, você era um lobisomem e, agora, você é um vampiro?

--

"Eu sou o que chamam de híbrido. Em mim correm dois sangues diferentes. Duas naturezas se misturam. Uma parte de mim é vampiro, e a é outra lobisomem."

A. Eu não entendo... Como é possível?

B. O seu pai era um e a sua mãe era outro?

C. Uma fabulosa história, não duvido...

--

"Já faz muito tempo que eu me tornei um vampiro e que eu vivo assim"

A. (Eu não ouso cortá-lo. Talvez, eu descubra um pouco mais sobre ele assim.)

B. Isso significa... por muito tempo?

C. É verdade... você já me disse que era um velho vampiro.

--

"Em resumo, eu asseguro que você não precisa temer a minha parte lobisomem. O tempo me ensinou a dominar as minhas diferentes pulsões."

A. Não foi o que aconteceu quando você foi transformado pela primeira vez? Como foi?

B. Se você me assegura, então, está bom... sem problema!

C. E eu posso perguntar como você faz?

--

"Foi o meio mais seguro que encontrei para não haver problemas."

A. E comigo, você acha que haverá problemas?

B. Por que houve problemas?

C. É melhor do que você se fechar consigo mesmo, não é?

--

"Vejo que você deseja encerrar essa discussão. Não tem problema. Eu só queria pedir uma última coisa."

A. Pedir? Sério?

B. (Vamos deixá-lo terminar, antes de dizer qualquer coisa.)

C. Você pode pedir sempre.

--

"(Imagino que seja um clube seleto.)"

A. O Beliath e o Ethan saem à noite! Eu gostaria de ir também, se for possível.

B. Você tem sorte: eu também gosto de cerveja!

C. Pessoalmente, eu prefiro café ou chocolate à cerveja.

--

Se respondeu "Pessoalmente, eu prefiro café ou chocolate à cerveja."
(...)

A. Isso não muda nada: o importante é a convivência!
B. Sobretudo quando eu acabei de acordar! Eu preciso de um tempo para "emergir"...
C. Álcool não é o meu negócio.

--

"Mas você me faz perguntas sem parar, e eu não sei nada sobre você."

A. Acho que eu não tenho grandes coisas para dizer...

B. O que você quer saber?

C. A minha vida foi menor do que a sua. É óbvio que eu não tive tantas aventuras como você.

--

"Por exemplo... eu não sei o que você gosta de fazer."

A. Eu adoro livros, devoro vários por semana desde que eu era bem pequena.

B. Eu sempre gostei do ar livre. Antes, eu gostava muito de passear aos domingos.

C. O que me interessa... a beleza, especialmente. Eu gosto de me arrumar, de me vestir bem.

--

"Eu me habituei, mas o que você quer saber exatamente?"

A. Como você vivia antes?

B. Quando você chegou aqui, na mansão?

C. Na sua vida humana, quem você era?

--

"(Eu não o vi chegar.)"

A. Eu estava perdida em meus pensamentos.

B. Eu não estou olhando a escada. Estou admirando as pinturas. Você sabe de quando elas datam?

C. Eu... estava procurando por você, na verdade. Estava pensando se poderíamos conversar.

--

"Houve... Bons momentos, apesar de tudo. Mas eu me recuso a me entregar ao saudosismo."

A. (Falar do passado não parece ser fácil para ele... Ele está contrariado. Talvez, por enquanto, eu devesse deixar esse assunto de lado.)

B. (Talvez, seja o momento para descobrir mais... Eu deveria aproveitar esse momento de confidência para lhe fazer outras perguntas!)

--

"(Com esse belo passeio, eu quase já havia me esquecido dessa história.)"

A. (Bem, isso não é muito tentador... mas... talvez, possamos tentar.)

B. (Eu realmente não tenho vontade de estragar essa bela noite.)

C. (É verdade que talvez ele tenha fome. Isso nem me passou pela cabeça.)


Beliath[editar | editar código-fonte]

"(Se for a mesma esquete da última vez, ele vai fazer o papel de sedutor barato.)"

A. É a minha aparência de cachorro abandonado que dá essa impressão?

B. (É melhor ignorá-lo. Não tenho mais forças esta noite.)

C. Sinceramente, não é das noites mais fáceis.

--

A. É preciso acreditar que de tanto revelar segredos, a força da surpresa não é mais a mesma.

B. Nem um pouco. Só não consigo ver muito a diferença.

C. Pelo contrário! Tenho pressa para esclarecer todos os mistérios.

--

"Eu tinha que tirar vantagem disso."

A. Por quê? Você também... você é diferente, não é?

B. Você acha que é isso que o Aaron sente?

C. É verdade... eu também sei.

--

"Não me interprete mal, o Aaron mantém o equilíbrio que nós criamos aqui, ele está mantendo tudo coesco, como um bom cão de guarda."

A. Eu duvido que ele aprecie que você o denomine assim.

B. É falta de inspiração? Parece que você tem dificuldade de renovar o seu repertório de apelidos desagradáveis

C. Pode ser que a sua natureza o incite a formar um bando, você não acha?


Eloise[editar | editar código-fonte]

"Eu precisava de calor"

A. (Eu preciso de um banho quente.) Se encontra com o Ivan.

B. (Eu preciso esquentar em frente da lareira.) Se encontra com o Beliath.


Ivan[editar | editar código-fonte]

"Eu estava persuadida de que era preciso desconfiar daquela aparente tranquilidade"

A. (Talvez, eu devesse avançar?)

B. (E agora? Será que eu simplesmente devo dizer "Olá"?)

C. (Só um aceno com a mão já parece uma boa ideia.)

--

"Eu peço desculpas! Eu não deveria ter... O erro foi meu e..."

A. Você já se desculpou, mas eu aprecio você se desculpar hoje novamente.

B. É mesmo, toda essa situação é sua culpa. É bom que você esteja consciente.

C. Eu confesso que tenho dificuldade de compreender: por que você fugiu na última vez?

--

"Tê-lo escolhido foi uma ótima decisão da sua parte. Tenho certeza de que ele se mostrou muito atencioso e que ele tentou fazer com que a situação fosse o mais fácil possível"

A. Eu devo confessar que foi isso sim, mas tudo ainda está muito complicado.

B. Não leve a mal, mas acho que não quero falar sobre isso com você.

C. Em todo caso, isso não é da sua conta!


Raphael[editar | editar código-fonte]

"Boa noite, Eloise. Fico feliz em encontrá-la aqui, embora não esperasse. Achei que o Aaron estivesse presente hoje à noite."

A. Ele estava, por um breve tempo. Antes que o Vladimir o expulsasse.

B. As novidades circulam rápido nesta mansão. Mas você não está atualizado: o Aaron saiu.

C. Não. Mas eu estou.

--

"É verdade, aliás, se você tiver alguma dúvida, não hesite em me perguntar."

A. Você já se encontrou com outros lobisomens como o Aaron?

B. Não realmente. Eu não sei muito bem por onde começar...

Ilustração[editar | editar código-fonte]

Navegação[editar | editar código-fonte]

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.